terça-feira, 21 de outubro de 2008

Para Buscapé, com carinho...

Para quem não entendeu o título, veja comentário na postagem SEPE/Angra convida.

Pediram para comentar os tópicos abaixo. Tem certeza? Então vamos lá...

1) Sobre o fim da eleição para direção de escola

Desde o primeiro ano do governo FJ deu-se fim ao processo democrático de eleição para direção de escolas municipais. Alguém se mobilizou contra isso? As direções eleitas até então se mobilizaram? Não! Sabem por que? Porque 90% delas se mantiveram no cargo. Apenas mudaram de "status" deixando de ser cargo de confiança da comunidade escolar, passando a ser da Secretaria de Educação. Deixaram de ser diretoras e passaram a ser gestoras de escola. O que aconteceu com os 10%? Foram substituídas... E NINGUÉM FEZ NADA!

MORAL DA ESTÓRIA: Onde passa boi ...

2) Avaliação dos professores para o Plano de Carreiras

O pior não é ser avaliado. O pior não é ganhar míseros pontos. O PIOR É SABER QUE ESSES PONTOS ADQUIRIDOS DEVERÃO OBEDECER A UMA POLÍTICA DE COTAS. Resta saber se para entrar na cota deve-se ter QI (quem indicará) quando for para ganhar os caraminguás a mais. Mas, pelo que sei, existiam representantes da categoria na discussão do Plano. Mais uma vez, faltou mobilização da categoria para fazer valer sua opinião e reivindicações junto aos seus representantes.

MORAL DA ESTÓRIA: Quem cala, ...

3) Salários defasados dos profissionais da educação e profissionais sem plano de saúde, auxílio-alimentação e outros benefícios.

Há muito tempo os salários do funcionalismo público de Angra têm sido apenas corrigido pelo índice oficial de inflação (quando foram). Desde os tempos de João Marcos Castilho (antecessor de FJ), tem sido essa a prática. Mas, à época do reajuste (acho que no mês de março) o SINSPMAR convoca assembléias para discutir os pontos de pauta. Resultado: as assembléias são esvaziadas pela falta de mobilização (de novo) da categoria. E, me desculpem a sinceridade, o Sindicato está a reboque da categoria. Não adianta, depois que saem os índices de correção, ficar falando que "o Sindicato é uma m..." e outras coisas parecidas. O Sindicato apenas reflete o nível de combatividade da categoria a qual ele representa. Daí, metalúrgico tem benefícios, funcionário público não.


4) Salas de aulas lotadas

O que me parece é que por essas bandas nunca se ouviu falar em planejamento a médio e longo prazo (o que é isso?). Um exemplo bem rasteiro: todos sabem que Angra 3 está aí. Alguém sabe quantas pessoas vem trabalhar em Angra, aumentando a população de forma "astronòmica" em bairros como Frade e Perequê? Se a prefeitura não sabe, deveria saber. Se não sabem, o problema das salas de aula superlotadas tende a piorar, como também o atendimento em postos de saúde, serviço de coleta de lixo, etc.
As salas de aula lotadas hoje são reflexo da falta de seriedade com que esse governo encarou a educação no município durante esses anos. Daí, já vem o comentário do próximo item.

5) A qualidade do ensino caiu

Tem alguém realmente interessado pela qualidade da educação em nosso município, a não ser alguns educadores? Como falar em qualidade com salas lotadas, alta rotatividade de professores, falta de qualificação de muitos contratados (que venderam seus votos pelo emprego na prefeitura), pela falta de motivação dos professores concursados vendo tudo isso acontecer, pela falta de preocupação (real, não no discurso) dos dirigentes?

6) Apadrinhamentos

Enquanto pessoas comprarem votos para se elegerem e venderem votos para conseguir emprego não forem punidas, essa política continuará. Só apresentando denúncia ao MP para tentar estancar essa prática, que é crime eleitoral em qualquer lugar, menos aqui.

7) Baixa qualidade da merenda escolar

Não vou fazer comentário sobre esse item. Desconheço o assunto e, se eu der opinião, vai parecer que esse blog se transformou no jornaleco A Cidade (vade retro).

Acho que comentei a maioria dos tópicos abordados.
Se faltou alguma coisa, comentem.

Até a próxima, família Buscapé.

Um comentário:

Buscapé disse...

Quanto tempo não passo por aqui...pensei até que não encontraria respostas...
Muito obrigada por todos os esclarecimentos,obrigada pelo carinho ao responder...
Só me resta a esperança de finalmente ser convocada/nomeada para poder somar esforços e quiçá mudar alguma coisa no cenário educacional de nosso município...
Um abraço retribuindo a atenção aos nossos questionamentos,
Família Buscapé.