domingo, 30 de novembro de 2008

Não é uma nota de pesar

Como não sou amigo (graças aos céus não tenho amigos assim), conhecido, muito menos encontrei com esse cidadão nas ruas, não tenho o que lamentar a "passagem" do sr. José Miziara. Para mim, deixa de existir uma pessoa que representa o que há de pior no campo moral e jornalístico.
Deixa de existir uma pessoa que, com suas ações, mostrou o "lado negro da força".
Deixa de existir a "cabeça" de um jornal pautado em mentiras convenientes e ocultação de informações importantes porque, com isso, estaria auxiliando os seus "patrões".
Lamento pela família, mas não pela sociedade.
Sem ter receio de ser ácido demais, escrevo:
A Justiça dos homens está lenta, mas a Divina começou a trabalhar.

9 comentários:

Anônimo disse...

Fico feliz com a morte deste filha duma égua, rezo pra que ele arda no fogo do inferno e pague por todas as suas mentiras e fofocas. Desgraçados como estes deviam ser abortados pela natureza antes de nascer.
Beijos!!!

Anônimo disse...

Não entendo como a maioria passa a elogiar alguém só porque morreu.

Todos sabem o que este senhor fez contra a cidade nas últimas eleições publicando em seu jornal notícias tendenciosas e falsas.

Portanto, já parte tarde. Se tivesse partido antes talvez Tuca não estivesse eleito.

Parabéns pela sinceridade e bom senso.

Só nos compadecemos pela família.

Mônica Lima disse...

Não digo elogiar a pessoa falecida, mas respeitar essa instituição inexorável chamada Morte. Procuro colocar-me no lugar da família: não gostaria que minha família lesse comentários tão rudes e tão agressivos quando eu me fosse. Já estão sentindo a dor da perda. Mesmo que a pessoa não tenha sido respeitável em vida, não temos o direito de Nós sermos desrespeitosos. Devemos refletir bastante, usá-lo como exemplo do que não se deve fazer e não nos igualarmos nunca por baixo, que é isso que estou vendo neste blog de anônimos.

DaRoça disse...

Cara Mônica Lima:
Respeito sua opinião, apesar de discordar dela. Minhas opiniões sobre este senhor sempre foram publicas aqui, nesse blog de anônimos. Maior desrespeito ele cometeu durante sua vida profissional. Também não concordo com V. Sa. quando diz que o blog faz o mesmo que esse senhor costumava fazer. Esse blog de anônimos nunca publicou uma mentira sequer e sempre se pautou por comentários (ácidos às vezes) responsáveis. Infelizmente (ou felizmente) o blog serve para expressar a opinião de seus criadores.
Nosso blog não age com hipocrisia. Respeitamos a dor da família que, por sinal, não vai ficar lendo blog de anônimos nessa hora tão difícil.
Abraços.

Mônica Lima disse...

Sempre vi que esse blog não age com hipocrisia, mas não se deve confundir autenticidade com grosseria, rudeza, falta de educação e de berço! Um pouco mais de comedimento, por favor. Se não conseguir, é uma pena, lamento muito por você, anônimo dono de blog.

Anônimo disse...

Mônica Lima,

é por tanto valorizarem berços e linhagens que em nossa querida cidade "de tão gorda a porca já não anda".

E os bezerros paridos de vacas magras ao Deus dará.

Anônimo disse...

Mônica, para não ser citada de forma desagradável quando se fores, procure plantar coisas boas por aqui.Vc ao que me parece não tem noção,a mínima que seja, das artes deste carcamano. Se pretende partir desta para a melhor sem críticas ácidas, sugiro não defender esta corja que está enraizada em nossa cidade;.;.;.

DaRoça disse...

Caro Anônimo das 21h56min:
Acho que a sra. citada não defendeu ninguém. Apenas reclamou da minha falta de respeito. Me corrija se estiver errado.

Mônica Lima disse...

Ainda bem que vc DaRoça é mais inteligente que seus leitores anônimos. Não possuem interpretação de texto, por isso não conseguem entender o que a gente escreve. Segundo a ONU (UNESCO) e o MEC, são considerados analfabetos funcionais, isto é, foram à escola, alfabetizados, mas não entendem o que lêem. Acredito que o falecido ainda era pior do que imaginam: tenho lido que ele era o Baltazar, do blog contra o governo. Então, ficamos assim: Miziara era pago pelo governo para falar bem no jornal Cidade e compensava com o blog, em que, até onde sei, não era pago por ninguém para falar mal desse mesmo governo. Tudo isso não me interessa. Alguns anônimos desvalorizam o "berço e a linhagem" por que acham que a cidade está ssim por isto? É o contrário. A cidade está assim por falta de berço (ser de familia tradicional mandando mal na cidade não quer dizer ser de berço) e falta de educação. Todos reclamam da situação da Saúde, da Educação, do Saneamento. Todas as mazelas vêm da falta de educação e berço de quem deveria ter. A minha tese principal é: Não nos igualemos a eles, só isso! É tão difícil fazer-me entender?