quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Cuidado: Eleições à Vista!

Dia 5 de outubro está chegando e, mais uma vez, vamos escolher o prefeito (ou prefeita) e vereadores para administrar e fiscalizar nosso município pelos próximos quatro anos. Alguns cuidados deveremos tomar para não cairmos em "armadilhas" eleitoreiras.
1) Escolha seus candidatos sem pensar em "o que ele vai fazer por mim" e sim em "o que ele vai fazer por NÓS".
Infelizmente, muitos têm pensado de forma errada, pensando no "emprego" ou "promessa de emprego" que o candidato fez. Se você recebeu uma proposta desse tipo, DESCONFIE. O candidato nunca oferece emprego na empresa da qual é proprietário ou na empresa de algum amigo ou parente. Onde ele oferece emprego? Na Prefeitura! Um emprego temporário que ele também prometeu para várias pessoas. ISSO CARACTERIZA COMPRA DE VOTO E É CRIME ELEITORAL!

2) Se, no dia da eleição, seu candidato tem trocentas pessoas trabalhando para ele fazendo boca de urna, DESCONFIE. Se ele antes de ser eleito está praticando uma irregularidade, o que ele fará quando for eleito? E, além do mais, BOCA DE URNA É CRIME ELEITORAL!

3) Se o seu candidato está querendo se reeleger, pense no seguinte:
No caso de prefeito, tente responder à seguinte pergunta: meu candidato fez uma administração competente, honesta e eficaz nos últimos quatro anos, beneficiando a população de forma geral?
No caso de vereador, tente responder à seguinte pergunta: meu candidato apresentou propostas de lei que beneficiem a população de forma geral e fiscalizou de forma correta os gastos da prefeitura?

PENSEM SOBRE ISSO AGORA!
DEPOIS DAS ELEIÇÕES, VOCÊ SÓ PODERÁ SE ARREPENDER!

Um comentário:

sandcardoso disse...

Luís, gostei muito de sua idéia. Temos agora que divulgar e fortalecer o blog. Não dá mais para vermos gente usando cargos públicos para benefício próprio, sem nos manifestarmos, gente que diz lutar pelo social mas se aproveita da ingenuidade ou dificuldade/necessidade de sobrevivência dos outros. Não é de "favores" que deve viver a política, mas de projetos e ações que sejam a materialização de uma política pública séria.